BANNER MORAR BEM

No Piauí, Dia da Consciência Negra é celebrada em duas datas; nesta segunda, dia 20, e no dia 6 de setembro

Neste Dia Nacional da Consciência Negra, homenagem é voltada para Zumbi dos Palmares, em Alagoas, onde ele foi assassinado em 20 de novembro de 1695

Por Portal O Piauí em 19/11/2023 às 21:34:50
Busto de Esperança Garcia colocado na OAB do Piauí após ser reconhecida como a primeira advogada do Brasil

Busto de Esperança Garcia colocado na OAB do Piauí após ser reconhecida como a primeira advogada do Brasil

No Piau√≠, o Dia da Consci√™ncia Negra é comemorado em duas datas. Uma, nesta segunda-feira, 20, por lei nacional em memória do l√≠der negro Zumbi dos Palmares, e outra, no dia 6 de setembro, por meio da lei estadual 5.046, de 7 de janeiro de 1999, em homenagem a Esperança Garcia, a escrava piauiense que foi reconhecida pela OAB, em novembro de 2022, como a primeira advogada do Brasil.

São dois nomes marcantes da história do Brasil. Esperança mundou a história da escravidão no pa√≠s e Zumbi é s√≠mbolo da resist√™ncia em luta e herói nacional reconhecido. São exemplos e inspirações importantes para o povo negro que, apesar das conquistas, ainda sofre muito pelo preconceito e pelo racismo.

Esperança Garcia escreveu uma carta que, na linguagem jur√≠dica, é uma petição encaminhada ao Governador da Capitania de São José do Piau√≠, Gonçalo Lourenço Botelho de Castro, denunciando os maus-tratos de que ela e seu filho sofriam por parte do feitor da fazenda e para solicitar seu retorno à Fazenda Algodões onde se encontrava seu marido e familiares. A carta leva a data de 6 de setembro de 1770.

Zumbi dos Palmares, l√≠der negro mais célebre do pa√≠s; lutou bravamente contra a escravidão e pela liberdade do povo negro. Nesta segunda, o dia é todo dedicado a ele, no entanto, é importante refletir também sobre o legado de Esperança Garcia que orgulha os piauienses.

O historiador baiano Luiz Mott, que descobriu a carta de Esperança Garcia por meio de pesquisa em Portugal, falou sobre a felicidade de ver, tempos depois, que a mulher negra, "até então desconhecida, passou a simbolizar o ideal de liberdade dos negros do Piau√≠".

"Salvo erro, é a segunda carta mais antiga até agora conhecida no Brasil manuscrita e assinada por uma escrava negra, e que revela não só os sofrimentos a que estavam condenados os cativos, como o fato de j√° nos meados do Século XVIII haver mulheres negras alfabetizadas e suficientemente "politizadas" para reivindicar seus direitos e denunciar às autoridades os desmandos de prepostos mais violentos", falou Luiz Mot em entrevista ao Portal do Sertão.

Tradução fiel da carta ou petição escrita por Esperança Garcia e assinada no dia 6 de setembro de 1770, data que inspirou o Dia Estadual da Consci√™ncia Negra no Piau√≠, aprovado por meio da lei 5.046, de 7 de janeiro de 1999.

Por meio da carta, Esperança Garcia relatou v√°rias queixas contra o feitor, o Capitão Antônio Vieira do Couto, que, segundo ela, além de espancar ela e seu filho, impedia que ela mantivesse a conviv√™ncia com seu marido. Em certo trecho da carta, ela afirma que virou um saco de pancada.

Com as revelações acerca da carta, o então deputado estadual Olavo Rebelo aprovou, em 1999, a lei 5.046, de 7 de janeiro que tornou, no Piau√≠, o 6 de setembro como o Dia Estadual da Consci√™ncia Negra em memória a Esperança Garcia.

O povo negro, historiadores e estudiosos do movimento no Piau√≠ celebram as duas datas em memória de Zumbi dos Palmares, l√≠der negro mais célebre do pa√≠s, e de Esperança Garcia, uma mulher negra escravizada que mudou a história da escravidão no Piau√≠ e No Brasil.

O Movimento dos Trabalhadores Sem Terra(MST) postou hoje em suas redes sociais uma nota que ressalta a import√Ęncia de Zumbi dos Palmares. "Zumbi é o maior s√≠mbolo de resist√™ncia do povo negro em luta. Em 21 de março de 1997, teve seu nome inserido como herói nacional no Livro de Aço dos Heróis e Hero√≠nas Nacionais", postou a direção do MST.

Comunicar erro
BANNER QUEIMADAS

Coment√°rios